“Vamos gerar mais empregos e diminuir a burocracia”, garante Paulo Dantas na sabatina da Federação das Indústrias

Visando ampliar a geração de empregos e renda em Alagoas, o governador Paulo Dantas (MDB) garantiu aos representantes do setor produtivo que irá diminuir a burocracia e também descartou o aumento da carga tributária, para impulsionar o aumento da produção e, consequentemente, gerar mais postos de trabalho. O candidato à reeleição participou de uma sabatina nesta segunda-feira (05), onde recebeu propostas na “Agenda do Setor Produtivo para o Desenvolvimento Sustentável de Alagoas”. O documento foi entregue pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (FIEA), José Carlos Lyra.

Paulo garantiu que irá continuar com o Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), apontado como um dos mais atrativos do Brasil. “Compreendo que a burocracia acaba atrapalhando o desenvolvimento, o andamento da produção. Por isso, garanto que vamos trabalhar para diminuir a burocracia para que vocês possam ter celeridade na produção, produzam mais e consequentemente gerem mais empregos e renda. Vamos dar continuidade ao Prodesin, atraindo mais indústrias para o nosso Estado”, garantiu.

Paulo garantiu que irá continuar com o Programa de Desenvolvimento Integrado (Prodesin), apontado como um dos mais atrativos do Brasil.
Governador participa de sabatina e assegura que também não vai aumentar impostos.

O documento traz as posições dos setores produtivos sobre política industrial, fiscal e tributária, sobre oportunidades de investimentos, micro e pequena empresa, comércio, exterior, meio ambiente, energia, agropecuária, empreendedorismo, segurança pública e outros. O governador também foi questionado sobre se haverá aumento tributário devido a abertura de novos hospitais para que o Estado consiga manter o custeio de todos os equipamentos e manter a capacidade de investimentos.

SEGURANÇA TRIBUTÁRIA

“Garanto a todos que não haverá aumento na carga tributária. Vamos manter a infraestrutura atual, realizar as obras programadas, sem aumento de impostos Pelo contrário, nós reduzimos o ICMS e mantivemos o mesmo ritmo de obras e investimentos nas mais diversas áreas. Vamos encontrar soluções inovadoras para que nada no estado pare”, explicou.

Paulo também destacou ações de investimentos em energias renováveis, programas de incentivos a micro e pequenas empresas, como também uma reavaliação no programa de crédito da Desenvolve, que possui uma política de juros altos, inclusive podendo utilizar parte do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep). “Temos condições de encontrar soluções para resolver essa política de juros altos, inclusive usando o Fecoep”, concluiu.

Assessoria Paulo Dantas

 

Fonte: Correio dos Municípios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *