Liderança dos caminhoneiros acredita que isenção do ICMS não é solução para o diesel

A categoria acredita que existe uma série de fatores para aliviar os caminhoneiros

Um dos líderes sindicalista da classe dos caminhoneiros, Wallace Landim, não viu solução na aprovação feita pela câmara dos deputados sobre o texto que muda regras para o ICMS – imposto sobre circulação de mercadorias e serviços – estadual.

Landim acredita que foi uma boa atitude do presidente da câmara, Arthur Lira, (PP-Alagoas) mas duvida se isso solucionará os problemas de alta de preço dos combustíveis.

Wallace Landim é também o presidente da Abrava – Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores – e prevê uma nova greve da categoria para exigir demandas que não foram acatadas na paralisação de 2018.

Algumas delas são o programa gigantes do asfalto e o piso mínimo do frete.

No próximo sábado(16) ocorrerá uma reunião no Rio de Janeiro e no dia 21 de outubro com trabalhadores do Rio Grande do Sul.

Na última quarta-feira(13) a Câmara aprovou o texto do projeto de lei que prevê que o valor do ICMS estadual de combustíveis seja aplicado sobre o preço médio dos últimos dois anos.

Ainda haverá alterações em pontos específicos do projeto para só então seguir em votação ao senado.

Fonte: Brasil do Trecho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *