Em Batalha, candidato ao Senado Renan Filho destaca importância de fortalecer ainda mais a cadeia do leite

Estado que hoje paga o melhor preço do país por um litro de leite a agricultores familiares, Alagoas impulsionou a cadeia dos lácteos, nos últimos sete anos e meio, com benefícios fiscais, novos investimentos e com a manutenção do Programa do Leite, mesmo com os cortes feitos pelo governo federal. Durante visita à 39ª Expo Bacia Leiteira, o candidato ao Senado Renan Filho (MDB) destacou as ações que o Governo do Estado, em sua gestão, empreendeu para impulsionar o setor.

“O Programa do Leite é um programa social dos mais exitosos. O leite gera emprego, melhora a vida das pessoas, especialmente no Semiárido, aqui na nossa Bacia Leiteira, mas em toda Alagoas também, e nós estamos trabalhando para ampliar mais”, afirmou o ex-governador Renan Filho. “Conseguimos levar a empresa Natville para União dos Palmares, o que estimula a produção leiteira e a geração de empregos na Zona da Mata e estamos trabalhando para abrir uma zona de livre comércio com Pernambuco e ampliar as vendas da produção local para outros estados”, complementou.

O candidato a governador Paulo Dantas (MDB) explicou a importância social do programa. “O Programa do Leite atende a milhares de alagoanos todas as semanas. Ele fortalece a produção leiteira, que é um dos setores econômicos mais democráticos que nós temos em Alagoas e no Nordeste do Brasil. Ele chega nos quatro cantos do nosso estado. E, principalmente, faz com que o agricultor familiar viva dignamente e tenha condição de cuidar da sua família”, disse Paulo.

Presidente da Associação dos Produtores de Leite do Povoado Funil, em Batalha, Vanderlan Lima, que também é colaborador da CPLA (Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas), testemunha o incentivo do Estado à cadeia na gestão Renan Filho em Alagoas. “Nos últimos sete anos, com a ajuda do ex-governador Renan Filho, a melhora foi expressiva. Aumentou o preço do Leite, a gente hoje em dia está recebendo igual a todas as cooperativas e ao grande produtor, e isso melhorou a condição de vida do produtor, que tem mais condição de compra, de botar seu filho para estudar e de sustentar melhor a sua família, sem pensar em sair do campo, que é o seu lugar”, relata.

Por meio do Programa do Leite, o Governo do Estado distribuiu, de 2015 a 2021, 115 milhões de litros de leite para mais de 80 mil famílias que vivem abaixo da linha da pobreza. Com a compra desse leite, o Estado beneficia mais de 3 mil produtores. Hoje Alagoas tem a maior produtividade da região Nordeste.

O Estado também zerou o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do leite, incentivando a indústria de laticínios, além de pagar o melhor valor por litro do país, o que beneficia os pequenos produtores vinculados ao Programa do Leite: “Ainda à frente do Governo do Estado, eu procurei incentivar muito a produção do leite, especialmente da agricultura familiar em Alagoas. Nós zeramos o ICMS do leite; abrimos uma área de livre comércio entre Alagoas, Sergipe e a Bahia, o que incentivou a produção; levei adiante o Programa do Leite mesmo quando o governo federal reduziu a aplicação de recursos nesse programa, que é tão importante, para adquirir o leite da agricultura familiar e destinar às famílias carentes uma alimentação semanal”, conclui o candidato a senador Renan Filho.

 

Fonte: Tribuna Hoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *